Você para defronte a porta. Sua solidez e resistência são realçadas pela tranca corroída pelo tempo. Não há buraco de fechadura nem sequer uma aldrava. Depois dela, só escuridão. Sussurros grosseiros captam sua atenção. Nas paredes do corredor, nenhuma janela ou reentrância indicam uma segunda passagem. Você tem duas escolhas: Entrar e explorar a escuridão ou voltar. Você olha para o topo da escada. Se subir, de volta para a luz, perderá uma rara oportunidade. Ao atravessar a porta, você conhecerá a língua da escuridão e seus hábitos mais soturnos. Se voltar, a porta continuará ali. Mantendo presos os segredos do Calabouço.

Seja bem vindo.